Depois de me formar em Comunicação Social na Escola Superior de Propaganda e Marketing em 1989, começei a trabalhar com pesquisa de mídia na agência de propaganda Standard, na esquina da Rebouças com a FariaLima, em São Paulo.
Desde aquela época, até meados de 1998, sempre estive voltado à área de mídia e desenvolvi um gosto especial em lidar com as pesquisas de ibope de rádio e tudo o que envolvia esse incrível meio de comunicação.
No final de 1998, realizei um antigo sonho que era o de trabalhar em uma emissora de rádio; foi quando entrei na Antena 1, que aumentou minha atração pela música e despertou a vontade de conhecer o lado operacional e artístico de uma emissora, desde a operação, produção e locução.
mas era sempre uma espécie de amor platônico, já que eu estava sempre muito envolvido com a área comercial e de marketing.
De lá pra cá, trabalhei em outras emissoras como América AM e Iguatemi AM e FM. Também prestei serviços para a Record AM e USPFM em São Paulo e redes por todo Brasil de norte a sul.
O que sempre me acompanhava era a grande paixão pela música e pela história do meio rádio desde os seus primórdios.
Nomes como Barros de Alencar, AntonioCelso e Hélio Ribeiro, foram como heróis da radiodifusão para mim.
Sem falar no futebol, quando acompanhava os jogos do ?palestra? nas vozes de Fiori Gigliotti e Osmar Santos e depois do jogo o inesquecível Estevam Sangirardi, o velho ?Sanja? e o seu ?Show de Rádio? com o Comendador Fumagalli e a Noninha.
Penso que o desfecho dessa história, o clímax dessa paixão, veio agora em 2014 com a oportunidade de pesquisar, produzir e locutar um programa meu.
A imaginação, criação e colocação no ar de cada edição do ?Planeta Som?, realiza um sonho de criança e perpetua através do som, uma verdade que nos deixa muito felizes.
O rádio jamais vai acabar.