PRESENTE DE ANIVERSÁRIO GANHA TEMPORADA GRATUITA NA CAIXA CULTURAL

SOBRE O EVENTO

Início: 28/11/2019 15:00
Fim: 08/12/2019 15:00
Onde: CAIXA CULTURAL SÃO PAULO – Grande Salão – Praça da Sé, 111 – Centro – São Paulo.

Novo espetáculo do grupo carioca Os Tapetes Contadores de Histórias

chega em São Paulo após integrar a programação de comemoração dos 10 anos da Casa da Literatura Peruana, em Lima, no Peru. Na montagem, que narra os mitos gregos de Deméter e Rei Midas, o conto norte-americano João Esperto Leva o Presente Certo e a história da Bela Wassalissa, os artistas costuraram inusitados objetos de tecido que servem de cenário

 


Com o desejo de levar às crianças uma ressignificação das datas comemorativas, sobretudo o aniversário, evidenciando seu sentido de celebração, o grupo Os Tapetes Contadores de Histórias decidiu transformar em teatro o valor do encontro e a alegria das pessoas estarem juntas com o espetáculo PRESENTE DE ANIVERSÁRIO. A montagem, que tem direção de Cleiton Echeveste, faz apresentações gratuitas na CAIXA Cultural São Paulo de 28 de novembro a 8 de dezembro, quinta-feira a domingo, às 15h.

 

Em PRESENTE DE ANIVERSÁRIO três pitorescos viajantes (Warley Goulart, Edison Mego e Cadu Cinelli) chegam ao lugar ideal onde uma criança está prestes a nascer. Mas antes, eles precisam lidar com suas diferenças, a fim de compreender o que significa escuta e amizade. Então estes divertidos andarilhos se valem de narrativas que levarão enfim à consumação de tão esperada comemoração. A relação entre os três personagens vai pouco a pouco revelando a importância da consciência da diferença como caminho afetivo e base emocional para a construção da amizade.

 

Para o ator Cadu Cinelli, a peça nasceu do desejo de levar às crianças uma ressignificação das datas comemorativas, sobretudo o aniversário, evidenciando seu sentido de celebração. “Por isso, vimos a importância de produzir uma   experiência   que ressaltasse o valor do encontro e a alegria de estarmos juntos”, explica ele. Já o ator Warley Goulart conta que a delícia e a ousadia da montagem residem na proposta de transformar o evento teatral em um parabéns coletivo e pensar a importância das datas comemorativas como oportunidades de comemorar a alegria de viver.

 

Contos inspiram objetos em tecidos

Pensando no tema do aniversário, o grupo Os Tapetes Contadores de Histórias chegou a três pilares poéticos: o “tempo”, contado através das estações do ano, das primaveras, com sentido de transformação e amadurecimento; o “bolo”, objeto de comunhão a partir do ato de preparar a comida e repartir em presença e coletivamente e o “presente”, como símbolo do oferecimento de si para o outro. “Tais pilares nos conduziram a quatro contos: os mitos gregos de Deméter e Rei Midas, o conto americano João Esperto Leva o Presente Certo e a história da tradição russa A Bela Wassalissa”, diz Cadu Cinelli.

 

Para tal, os artistas do grupo costuraram inusitados objetos de tecido que servem de cenário para os contos escolhidos: Para o mito Deméter e Perséfone, costuraram um poncho que vai se abrindo, com bolsos internos de onde deuses gregos surgem para explicar o porquê das estações do ano e no mito do Rei Midas criaram um extenso pergaminho, dividido em quadros que, no desenrolar, vão ilustrando o mito do rei da Frígia que teve que aprender a lidar com as consequências ao desejar o toque de ouro.

 

Já para o conto João Esperto Leva o Presente Certo, o grupo inventou uma casa que se abre e se transforma num grande bolo de aniversário. A história mostra como o “melhor presente” não necessariamente é algo material, mas a presença do outro ao nosso lado. Ao final, todas as crianças cantam parabéns, fazendo seus votos para um futuro melhor. E por fim há o conto A Bela Wassaliza, com caixas com tecidos bordados com imagens da história, em que uma sai de dentro da outra como as matrioskas russas.

 

PRESENTE DE ANIVERSÁRIO estreou em 2017 no Sesc Consolação, em São Paulo e dá prosseguimento à pesquisa em novas dramaturgias para teatro infantil do grupo Os Tapetes Contadores de Histórias, iniciada em 2014 com o espetáculo Shtim Shlim – O Sonho de um Aprendiz (vencedor do Prêmio Zilka Salaberry de melhor espetáculo de 2016).  A peça também foi apresentada no Sesi Paraná, Itaú Cultural SP, Teatro Cândido Mendes, Festival Internacional de Contadores de Histórias Boca do Céu 2018, e nas unidades do Sesc Paraty, Niterói e Caxias. A montagem participou também do Projeto Plateias Hospitalares 2018, dos Doutores da Alegria e antes do retorno a capital paulista integra a comemoração dos 10 anos da Casa da Literatura Peruana em Lima (Peru).

 

Oficina e roda de conversa

Durante a temporada do espetáculo PRESENTE DE ANIVERSÁRIO, o grupo Os Tapetes Contadores de Histórias realizam na CAIXA Cultural São Paulo a oficina Ateliê de Histórias sobre a arte de contar histórias e uma roda de conversa sobre as práticas de narração de histórias no meio urbano e nos contextos profissionais.

 

A oficina Ateliê de Histórias acontece nos dias 30 de novembro e 1º, 7 e 8 de dezembro, sábados e domingos, das 9h às 12h com mediação de Warley Goulart. Durante a oficina são realizadas dinâmicas sobre as práticas narrativas, de como contar histórias e as reflexões sobre o tema. Nos últimos dois encontros os participantes são convidados a confeccionar um suporte que sirva de cenário para contar histórias com papéis de presente aos moldes dos materiais utilizados pelo grupo. Já a roda de conversa acontece dia 6 de dezembro, sexta-feira, ás 18h. Com mediação de Cadu Cinelli os participantes serão convidados a expor suas experiências e vivências com a narração de histórias, ou seus desejos de projetos, e a partir do acolhimento e escuta do que foi exposto serão feitos convites a reflexão sobre o papel da narração de histórias nos dias de hoje.

 

Sobre Os Tapetes Contadores de Histórias

Há 21 anos, o grupo carioca, formado  Andrea Pinheiro, Cadu Cinelli, Edison Mego, Rosana Reátegui e Warley Goulartcria e utiliza tapetes, painéis, malas, aventais, roupas, caixas e livros de pano como cenários de contos autorais e populares de origens diversas, a fim de despertar o imaginário de crianças, jovens e adultos para as artes e a leitura. Referência internacional na pesquisa entre oralidade e artes plásticas, intersecções entre texto e têxtil, e manifestações plásticas que os povos criam como cenários para suas narrativas, o grupo já se apresentou e ministrou oficinas no Brasil, Austrália, Espanha, Portugal, México, Argentina, Chile, Nicarágua, Paraguai, Peru, Bolívia e Benin.

 

Coordenado por Cadu Cinelli e Warley Goulart, o grupo produz espetáculos, sessões de histórias, oficinas de formação de contadores, exposições interativas e projetos culturais que envolvem oralidade, artes visuais e teatro. No repertório, destaque para as montagens Presente de AniversárioShtim Shlim - o sonho de um aprendizCabe na Mala?O Rei que Ficou CegoRetalhos de Drummond e Passarinho à Toa, baseadas nas obras literárias de Ana Maria Machado, Ricardo Azevedo, Carlos Drummond de Andrade e Manoel de Barros. Em 2014, a partir de contos do suíço Peter Bichsel e sob supervisão cênica do diretor Isaac Bernat, o grupo criou seu segundo espetáculo para adultos O homem que tinha memória. Em 2018, o grupo recebeu o Prêmio Baobá, a mais importante premiação nacional para os fortalecedores da arte narrativa, concedido a contadores de histórias, pesquisadores, docentes, difusores e promotores da arte de contar histórias no Brasil.

 

CAIXA Cultural São Paulo

A CAIXA Cultural São Paulo oferece uma programação diversificada, com opções gratuitas, estimulando a inclusão e a cidadania. O espaço está situado em um prédio histórico na Praça da Sé, construído em estilo art déco e inaugurado em 1939. Conta com três galerias, salão nobre, auditório e sala de oficinas. Em 2018, apresentou 40 projetos culturais e educativos tais como espetáculos de dança, teatro, shows, debates, leituras dramáticas, oficinas e palestras. O espaço também abriga o Museu da CAIXA, uma exposição permanente que conta com instalações e inúmeros objetos originais, preservados desde a década de 40, mantendo vivas a história da instituição e de uma época da cidade de São Paulo e do Brasil.

 

 

Para roteiro:

 

PRESENTE DE ANIVERSÁRIO – De 28 de novembro a 8 de dezembro, quinta-feira a domingo, às 15h, na CAIXA Cultural São Paulo. Texto  Warley Goulart e Os Tapetes Contadores de Histórias. Direção  Cleiton Echeveste. Atores  Warley Goulart (baixinho nerd irritado), Edison Mego (estrangeiro arqueólogo) e Cadu Cinelli (cigano esotérico). Cenário, Figurino e Sonoplastia  Cadu Cinelli, Edison Mego e Warley Goulart. Assistência de Direção  Eduardo Almeida. Assistência Cenográfica  Manoel Gonçalves. Iluminação  Warley Goulart e Rodrigo Menezes. Operação de Luz – Dag Bach. Fotos e Vídeos  Renato Mangolin. Produção  Caleidoscópio Associação Cultural. Produção Local  MoviCena Produções. Assessoria de Imprensa  Nossa Senhora da Pauta. Programação Visual  Guilherme Sievert. Realização  Os Tapetes Contadores de Histórias. Duração – 60 minutos. Classificação Etária – Livre. Ingressos – Grátis (distribuição de ingressos a partir das 9h do dia do evento).

 

CAIXA CULTURAL SÃO PAULO – Grande Salão – Praça da Sé, 111 – Centro – São Paulo. Telefone – (11) 3321-4400Capacidade – 80 lugares. Acesso para pessoas com deficiênciaPatrocínio – CAIXA e Governo Federal.

 

MAPA

Clique para habilitar o mapa
CAIXA CULTURAL SÃO PAULO – Grande Salão – Praça da Sé, 111 – Centro – São Paulo.