A cantora, atriz e ativista Marina Mathey apresenta TRAVA na canal da MC Linn da Quebrada

SOBRE O EVENTO

Início: 10/04/2021 20:00
Fim: 10/04/2021 21:00
Onde: ON LINE

A cantora, atriz e ativista pelos direitos da comunidade LGBTQI+ Marina Mathey apresenta seu show TRAVA! no canal da MC Linn da Quebrada no sábado, dia 10 de abril, às 20 horas. Assista por aqui: https://www.youtube.com/channel/UCje0RwqumaW8Be1c1YKL7DA


É a terceira live das seis, que tiveram financiamento do Edital Emergencial Aldir Blanc. As transmissões acontecem por diversos canais do Youtube, a primeira pelo Youtube da Coletividade MARSHA! e a segunda no canal da Mel, ex-integrante da Banda Uó.

“O Show TRAVA nasce como uma tentativa de direito de resposta. Uma mulher, uma travesty que após processos constantes de destruição, opressão e mudez, assume o seu espaço de voz” conceitua a cantora. No repertório, Chico Buarque, Rômulo Fróes, Batatinha, Consuelo Velázquez, Letícia Bassit, entre outres, em interpretações que redimensionam os discursos a partir de um corpo político, que diz, canta e grita suas mazelas e prazeres. “Liberar a TRAVA, desfazer os nós e dançar com a morte para se reconhecer viva”.

 

Marina Mathey é cantora, atriz e diretora, transitando pelas linguagens do audiovisual, dança, performance, música e teatro. Atriz das série 3% (NETFLIX), Unidade Básica (Universal), Todxs Nós (HBO): Tem dois singles lançados: “XV”, com produção de Malka Julieta da Trava Bizness, e “Monstro”, produzido por Amanda Magalhães e Ed Woiski. Marina Mathey foi um dos principais nomes da Trava Bizness, que durante sua existência reuniu os maiores nomes de artistas trans do país, As Bahias e a Cozinha Mineira, fazendo show na festa de lançamento, a lançamentos como de Albert Magno, Nat Matt, Malka (idealizadora e principal produtora do label) e a integrante do LCD Soundsystem Rayna Russom, que dividiram algumas produçoes juntas.

Circula com seu primeiro show - TRAVA - desde 2018, passando por espaços como Teatro Oficina (1º Chama Festival), Teatro Sérgio Cardoso, Teatro de Container (RISCO Festival) e cidades como São paulo/SP , Porto Seguro/BA e Ilha de Boipeba/BA. Atualmente trabalha na produção de seu primeiro álbum préviamente intitulado “Boneca Pau-Brasil” e no show “El Beso de Cotita” - este último em parceria com Susy Shock (AR), Eme (PE) e Delfina Martinez (UY) a convite da Outburst Américas. Marina é ativista pelos direitos das pessoas trans e atua em parceria com a Casa Chama e Coletividade MARSHA!.

 



 

O que saiu na imprensa sobre Marina Mathey:


“O processo criativo é muito ligado a minha existência, é impossível me imaginar sem ser artista”, Ponte Jornalismo

https://ponte.org/marina-mathey-o-processo-artistico-e-um-espaco-de-pesquisa-de-mim-mesma/

 

A cisgeneridade precisa se perceber

https://www.uol.com.br/ecoa/colunas/opiniao/2020/01/29/quem-tem-c-tem-genero.htm

 

Cantora e atriz trans, Marina Mathey lança o clip Monstro
https://www.sopacultural.com/musicas-e-shows/cantora-e-atriz-trans-marina-mathey-lanca-o-clip-monstro-dia-30-de-outubro/





Repertório do show Trava

 

Bolero (Batatinha)
Muito Pouco (Paulinho Moska)
Coração Vulgar (Paulinho da Viola)
Diplomacia (Batatinha)
Meio Termo (Cacaso e Lourenço Baeta)
XV (Marina Mathey)
Tá? (Pedro Luis e Roberta Sá)
Monstro (Letícia Bassit e Marina Mathey)
O que será (à flor da pele) (Chico Buarque)
Nada disso é pra você (Rômulo Fróes)
Aprendendo a Jogar (Guilherme Arantes)

 

Ficha técnica

Performer: Marina Mathey
Arranjos: Breno Barros, Felipe Chacon, Marina Mathey e Rodrigo Zanettini
Direção Musical: Felipe Chacon e Rodrigo Zanettini
Direção geral, roteiro e textos: Marina Mathey
Bateria: Felipe Chacon
Baixo: Breno Barros
Teclado: Rodrigo Zanettini
Percussão: Caê
Participações: Verónica Valenttino, Albert Magno e Veni
Produção: Corpo Rastreado / Murilo Chevalier
Técnico de Som: João Candau
Luz: Olivia Munhoz
Diretora de Fotografia: Rafa Kennedy
Fotografia Still: Everton Ferreira
Visagismo: Ebony e Anddy Williams
Stylist:TRANSÄLIEN
Assessoria de Imprensa: Carola González
Design Gráfico: Valentine Manso